Programas

Por meio do Jovens Urbanos, a Fundação Itaú Social – com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) – desenvolve, implementa e compartilha metodologias para promover processos de formação ampliada, geração de oportunidades e inserção produtiva a jovens moradores de áreas de alta vulnerabilidade social. O propósito é atuar em rede e, por isso, poder público, iniciativa privada, organizações locais, população e entidades são parceiros, buscando a transversalidade e a articulação das políticas públicas nas ações. Nesse sentido, o portal Educação&Participação exerce papel fundamental na articulação dessas organizações, ao promover as ações realizadas pelo Programa nas diversas praças em que está sendo desenvolvido e proporcionar a repercussão e discussão da metodologia aplicada.

O Programa também visa à autonomia dos participantes ao investir na formação e no empoderamento para a continuidade das propostas. Com esse objetivo, os jovens são estimulados a circular pelas áreas urbanas, explorando espaços e experimentando novas formas de expressão para, ao final desse circuito de formação, produzir e apresentar seus projetos.

Metodologia do programa Jovens Urbanos

  • Explorar // Ver como é
    Ampliar o repertório cultural e social dos jovens, com base na apropriação da cidade e de diferentes tecnologias.
  • Experimentar // Aprender fazendo
    Colocar os jovens em contato com diversas tecnologias, linguagens e estilos profissionais, ampliando seu repertório tecnológico, profissional e engajando-os no processo de realização de um produto.
  • Produzir // Concretizar ideias
    Elaborar e implementar projetos, dando ao jovem a oportunidade de colocar conhecimentos em prática. Promover uma intervenção na comunidade, seja no bairro, na escola ou no território.
  • Expressar // Imprimir a sua marca
    Estimular a expressão dos jovens por meio de encontros públicos, blogs e outras formas de comunicação.

Abrangência 2016

  • Atuação com políticas públicas: Prefeitura de Praia Grande (SP), Prefeitura de Santos (SP) e Governo do Estado de Minas Gerais;
  • Laboratório: São Paulo (SP);
  • Transferência da Metodologia: Caçapava (SP), Rio de Janeiro (RJ)